Poesia Autoral #006

Poesia não acabada

Ali, à luz bruxuleante
das velas que queimavam
nas horas mais silenciosas
de uma noite solitária
você veio.

Veio e me lembrou de mim
Veio e me presenteou
com seu olhar
Seus dedos entrelaçados nos meus
seu riso despreocupado
e um olhar marítimo¹.

(04/04/2017)

¹ Conheça a poesia Olhos Marítimos.

Blogueira, poetisa e fotógrafa amadora, a Beca ganha a vida como Gerente de Conteúdo em uma agência de marketing 360, mas a sua paixão mesmo é a poesia, a fotografia e a música.

Deixe uma resposta