Papo de Amiga #002

Esqueça as capas de revista, as blogueiras fitness e as dançarinas daquele apresentador que ninguém aguenta mais. Esqueça as modelos dos desfiles, as atrizes daquela gigante cinematográfica e as princesas daquela outra gigante, dos contos de fadas. Você já parou para pensar no que faz aquelas mulheres reais que você tanto admira serem tão felizes e bonitas?

Sabe aquela empresária super bem sucedida com uma carreira brilhante? Aquela mãe que se desdobra para nunca deixar de dar a devida atenção aos filhos, mesmo com a agenda lotada de compromissos profissionais? E aquela mulher super engajada nas lutas de gênero? Lembra daquela professora que pegou tanto no teu pé que hoje você adoraria encontrar com ela e agradecê-la por isso? E aquela que dedica a vida aos serviços sociais? Sabe o que todas elas tem em comum? Elas são mulheres reais, com vidas corridas e agendas lotadas. Elas conhecem muito bem a importância de se alimentarem direito e os prazeres de comer umas bobeiras com as amigas e tomar umas bebidinhas de vez em quando (ou não). Elas até podem ter lá os seus cuidados com o corpo, fazer academia, pilates ou ioga, mas estão muito mais preocupadas com suas carreiras, a criação dos seus filhos, os direitos humanos, a educação e o amor ao próximo. Elas estão ocupadas demais vivendo as próprias vidas ao invés de se deixarem enlouquecer pelos padrões mutantes de beleza.

Sabe por que você admira essas mulheres? Porque elas vão à luta! Elas tem muita segurança em seus objetivos e não desviam seu caminho apenas para agradar à sociedade. Elas escolhem suas roupas de acordo com seu próprio estilo e conforto, elas não tem medo de mudar o comprimento dos cabelos ou a cor das unhas. Elas vivem as próprias vidas conforme suas próprias convicções, valores e desejos. Elas não tem medo de ser quem elas são e estão ocupadas demais para se deixar abalar com a opinião alheia. Elas sabem muito bem quem são e o que desejam.

Faça um exercício: pare para pensar em apenas uma mulher do seu convívio em quem você se espelha. Na sua opinião, quais são as melhores qualidades dela? O que faz com que você a admire tanto? Que qualidade ela possui e que você gostaria muito de ter? Agora pense em mais uma mulher que você admire. E mais uma. E outra. E mais outra. Agora se olhe no espelho e pare para pensar em todas as suas qualidades, em todas as coisas que os outros admiram em você. Olhe para dentro de si e reflita sobre todos os seus desejos e objetivos. Percebe como você é uma mulher incrível?

Esqueça os padrões de beleza e as cobranças veladas da sociedade. Você não precisa ter um corpo perfeito, músculos sarados e cabelos meticulosamente alinhados. Você é muito mais do que a indústria da beleza deseja que você seja. Você é uma mulher real, com problemas e qualidades reais, com desejos, sonhos e ambições. Você é capaz de fazer absolutamente qualquer coisa que tenha vontade. Você sim, é uma mulher admirável e digna de aplausos.

Blogueira, poetisa e fotógrafa amadora, a Beca ganha a vida como Gerente de Conteúdo em uma agência de marketing 360, mas a sua paixão mesmo é a poesia, a fotografia e a música.

Deixe uma resposta